A Economia da Cultura ou economia cultural é um ramo da Ciência Econômica que estuda os efeitos de toda atividade econômica ligada a uma manifestação artística e criativa d euma sociedade. A partir desse conceito, incluem-se todas as atividades relacionadas a sentimento, memória, folclore, ficção, ou seja, um conjunto diversificado de bens e serviços que vai desde um livro, a exibição de um filme em uma sala de cinema ou na televisão por assinatura, até moda.

Constitui-se um instrumento analítico para resolver questões relacionadas aos efeitos econômicos da atividade cultural, ou seja, a circulação de bens e serviços culturais.

A amplitude e a complexidade que tem a economia da cultura nos obrigam a tratá-la como um conjunto de economias distintas, com produtos, processos e mercados diversos. Por outro lado e, ao mesmo tempo, estas economias podem ser agrupadas de várias maneiras, seja pelo produto, pelo processo, seja por sua base tecnológica, ou mesmo segundo sua base territorial ou regional. Fazem parte deste conjunto os jogos eletrônicos, software; festas folclóricas; o design, artesanato, edição, editoração e publicação, artes cênicas, música, dança etc. Com essa grande diversidade o grande desafio no contexto atual é pensar estratégias econômicas que tragam para mais perto o conhecimento e a criatividade, de modo a disponibilizá-los às grandes massas na forma de bens culturais.

logocultura

Últimos Editais

Oportunidades

Oportunidades

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam dignissim lorem at lacus posuere, in rutrum magna elementum. Fusce congue Read More
  • 1
  • 2
  • 3